REDE LIVRARIA

sexta-feira, 30 de julho de 2010

QUEM PODE CASAR DE NOVO?

Algumas considerações sobre a minha penúltima postagem "A NATUREZA HUMANA MODIFICADA PELO PECADO ACEITA O DIVÓRCIO E NOVO CASAMENTO":

1º NÃO ESTOU JULGANDO, NEM PRETENDO JULGAR A HISTÓRIA PARTICULAR DE QUALQUER PESSOA QUE COMENTA NESTE BLOG. MINHA INTENSÃO É FAZER UM JULGAMENTO GENERALIZADO DA QUESTÃO "DIVÓRCIO E NOVO CASAMENTO", MAS SEM PARTICULARIZAR, POIS NÃO TENHO COMPETÊNCIA PARA JULGAR DETALHES QUE DESCONHEÇO, E QUE LEVARAM ALGUNS CASAMENTOS RUMO AO SEU FIM. CADA UM DEVE FAZER A SUA PRÓPRIA AUTOANÁLISE, "EXAMINE-SE, POIS O HOMEM E A MULHER, E VEJAM SE ESTÃO DE ACORDO COM A PALAVRA DE DEUS". O ESPÍRITO DE DEUS TE FARÁ SABER. JÁ A NOSSA MISSÃO É CONTINUAR PREGANDO, POIS A MESMA PALAVRA PREGADA AGE DE UMA MANEIRA E DE OUTRA, CONFORME A NECESSIDADE DE CADA UM.

2º O casamento é uma decisão livre de um homem com uma mulher, quando a Bíblia diz que Deus juntou, ela quer dizer que quando um homem solteiro se liga a uma mulher solteira em casamento, Deus abençoa tal união quer sejam crentes, ou não. "Quem disse que Deus não juntou?" O ajuntamento não será de Deus se ao menos uma, ou ambas as pessoas, que se casam não forem mais solteiras (note que o estado civil de um divorciado é "divorciado", nunca mais voltará a ser solteiro).

3º Eu NÃO afirmei que alguém convertido (que seja divorciado) tenha de voltar ao seu primeiro cônjuge, o que eu disse foi o que Jesus explicou para a mulher samaritana, que a condição ótima para Deus era estar no seu PRIMEIRO CASAMENTO, OU SOZINHA.

4º Eu NÃO disse que alguém tenha de ficar convivendo com o cônjuge infiel, ou que a Bíblia exigisse algo assim. O que eu disse foi que se alguém não pode mais estar no seu primeiro casamento, então pode optar por se tornar como um "EUNUCO". Já muitos cônjuges que outrora foram infiéis, após se arrependerem e confessarem seus pecados (a Deus e ao Cônjuge) com a ajuda de Deus os seus casamentos foram salvos. Porém essa possibilidade não torna obrigatória a convivência, se o cônjuge ofendido não quiser dividir mais a mesma cama. O divórcio nesta circunstância pode ocorrer, mas NÃO poderá ocorrer um novo casamento, é por isso que o Ap. Paulo diz em 1 Coríntios 7.10,11 "Aos casados MANDA O SENHOR: que marido e mulher não se aparte, mas se apartar que fiquem sem casar, ou se reconciliem". Quando fala dos que têm cônjuge descrente, ele deixa claro que NÃO É MAIS Mandamento do Senhor, agora é uma Recomendação dele próprio (Paulo) dizendo: "se o descrente consente em habitar com o crente, não se apartem, mas se o descrente se apartar se aparte, pois Deus nos chamou para a Paz" (1 Coríntios 7.12-15). Paulo libera a separação nessa circunstância (julgo desigual).

Exemplo: Se o Marido Crente se separar, a Mulher Crente deve ficar só (1 Coríntios 7.15), até que Deus resolva o caso, se Deus salvar o marido ela terá o casamento de volta, ou se o marido morrer ela ficará livre para poder casar com outro, lembrando que seja no Senhor, ou seja, um crente (1 Coríntios 7.39). As únicas pessoas que a Bíblia claramente diz que podem casar de novo são as pessoas viúvas, conforme 1 Coríntios 7.39 e Romanos 7.2,3.

Considere todos os versículos citados por mim.

Tenho orado a Deus por todos, e espero sinceramente estar podendo ajudar a alguém. Que Deus vos abençoe.

Um comentário:

  1. Oi mano, graça e paz, sempre!

    Passei por aqui para conhecer seu blog.
    Estou seguindo.
    Ficaria muito feliz em me seguir lá.

    Abraço em Cristo,

    Sandro
    http://oreinoemnos.blogspot.com/

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails